sexta-feira, 9 de outubro de 2015

Papo 100 Censura #49 - Crônicas de um Desafio 2 - Paciência




Continuando com o meu compartilhar do processo de recuperação da cirurgia de reconstrução do Tendão de Aquilles, entre tantas coisas que o Pai tem me ensinado, uma se destacou mais que as outras: a falta de paciência que a situação de imobilização resulta. Mesmo me ocupando com diversas tarefas ( conclusão de tese de doutorado, aulas EAD, material didático para a igreja local e projetos profissionais), além de passar um tempo com meu filho que não havia tido ainda a oportunidade de ter desde que ele nasceu ( São apenas 5 dias de licença paterna... ), o fato de não poder fazer aquilo que fazia antes da cirurgia me deixaram bastante irritado. É sobre isso que gostaria de compartilhar com vocês nesta sexta. Ah, a foto é do meu pequeno Joshua, presente de Deus para nossas vidas!

Esta semana completei os primeiros 10 dias do processo de recuperação da cirurgia e confesso que uma das coisas que mais me preocupam é com a falta de paciência e com reparar em detalhes que antes eu nem ligava. O ócio e a imobilidade nos deixam "chatos, malas, críticos, e desmotivados". O remédio para esta chatice crônica são os sorrisos de nosso Joshua que não está nem aí para o que está acontecendo e simplesmente continua se escondendo para que eu o encontre. 
Já parou para pensar que aqueles que mais criticam a obra de Deus são aqueles que amam o banco? Aqueles que menos fazem, normalmente são os que mais colocam defeito no seu trabalho? Hoje aprendi com o Joshua que as pessoas muito felizes são assim porque deixaram de notar os problemas ao seu redor e simplesmente resolveram ser felizes. Muitas vezes a felicidade do próximo nos incomoda porque inconscientemente achamos que os outros estão felizes para atingir nossa infelicidade. Mas não creio que seja assim.
Temos a tendência egoísta de achar que somos o centro do universo. Que todas as indiretas são pra gente, que todo olhar atravessado foi de propósito, enfim que tudo gira em torno de nossos umbigos. Mas Deus, em Sua infinita sabedoria fez com que tivéssemos um próximo a considerar mais que a nós mesmos como antidoto à nosso egoísmo.Por isso quanto mais trabalharmos na Seara do Senhor, através de Sua igreja para que o Reino venha, menos coisas pequenas vão importar e nos tirar do foco do que precisamos realmente fazer: fazer discípulos de todas as nações.
Disse-lhes Jesus: "Meu Pai continua trabalhando até hoje, e eu também estou trabalhando". João 5:17
Abraços a todos!

Pastor Eduardo Medeiros.

0 comentários:

Postar um comentário

O que você achou disso?

Tecnologia do Blogger.