sábado, 27 de junho de 2015

Escolha ou acidente?



Meus filhinhos, estas coisas vos escrevo, para que não pequeis; e, se alguém pecar, temos um Advogado para com o Pai, Jesus Cristo, o justo. E ele é a propiciação pelos nossos pecados, e não somente pelos nossos, mas também pelos de todo o mundo. E nisto sabemos que o conhecemos: se guardarmos os seus mandamentos. Aquele que diz: Eu conheço-o, e não guarda os seus mandamentos, é mentiroso, e nele não está a verdade. Mas qualquer que guarda a sua palavra, o amor de Deus está nele verdadeiramente aperfeiçoado; nisto conhecemos que estamos nele.
1 João 2:1-5




Uma das definições de pecados que acho excelente é essa: pecado é tudo aquilo que nós afasta da presença de Deus. O interessante dessa definição é que para sabermos o que não agrada a Ele e o que faz nos se afastarmos Dele, primeiro temos que conhecer o nosso Deus, e para isso é necessário ter um relacionamento com Espirito Santo, em resumo oração e bíblia.

O apostolo João dá o seguinte conselho: não pequeis (ou não se afaste de Deus); e, se alguém pecar (caso tenha se afastado de Deu), temos um Advogado para com o Pai Jesus Cristo, o justo ( Jesus é o único caminho para o Pai)

Quando vejo essa passagem, me vejo um diferença entre os pecados, João parece estar falando do pecado acidental, não como um escolha, mas sim como um acontecimento inesperado no meio do percurso. Por outro lado também podemos então ver que existe um pecado programado, um escolha plena e consciente. 

O que deferência um pecado acidente de um pecado que é uma escolha?

A diferença que quero trazer aqui é o coração, uma pecado acidente é aquele em que a pessoa faz algo que a afasta de Deus, porém ao ver que estava fazendo, o Espirito Santo toca seu coração e ela busca largar aquilo que desagrada a Deus, conforme vai conhecendo mais dele.

Pois eu mesmo reconheço as minhas transgressões, e o meu pecado sempre me persegue. Contra ti, só contra ti, pequei e fiz o que tu reprovas, de modo que justa é a tua sentença e tens razão em condenar-me. Sei que sou pecador desde que nasci, sim, desde que me concebeu minha mãe. Sei que desejas a verdade no íntimo; e no coração me ensinas a sabedoria. Purifica-me com hissopo, e ficarei puro; lava-me, e mais branco do que a neve serei. Salmos 51:3-7


Já o pecado escolha, é aquele em que a pessoa sabe que está errada, se sentindo culpada por um segundo, porém sempre retorna a suas velhas atitudes, mesmo sabendo que Deus não aprova. Ao invés de confessar o pecado, usa de diversas em justificativas e desculpas, e escolhe se afastar mais de Deus.

Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para perdoar os nossos pecados e nos purificar de toda injustiça. Se afirmarmos que não temos cometido pecado, fazemos de Deus um mentiroso, e a sua palavra não está em nós. 1 João 1:9,10

A bíblia é clara, todos somos pecadores, a pergunta que devemos nós fazer é: que tipo de pecado tenho feito, um acidente de percurso, que logo é corrigido ou uma escolha permanente que me afasta de Deus? Pense um pouco sobre e deixe o Espirito Santo falar com você.

Todavia digo-vos a verdade, que vos convém que eu vá; porque, se eu não for, o Consolador não virá a vós; mas, quando eu for, vo-lo enviarei. E, quando ele vier, convencerá o mundo do pecado, e da justiça e do juízo. João 16:7,8

Deus não quer ouvir somente as suas justificativas para pecar, muito mais Ele quer ouvir você confessar aquilo que te afasta dele, assumir o erro e se arrepender, aceitando o sacrifício de seu Filho Jesus, para a remissão dos pecados e assim restaurar o relacionamento de seu com Deus de amor.


Wellington Dias de Paula
God Bless U

1 comentários:

Mariana F. disse...

Sem palavras com seu texto, parabéns por nos transmitir a mensagem que o Espírito Santo te deu de maneira tão clara .

Postar um comentário

O que você achou disso?

Tecnologia do Blogger.