sexta-feira, 27 de março de 2015

Papo 100 Censura #30: Relacionamentos sem neurose 2: Namoro




     Bom dia pessoal! Hoje comemoramos o trigésimo Papo 100 Censura! Vamos comemorar!!! Brincadeiras a parte, hoje vamos continuar nossa nova série sobre relacionamentos onde eu procurarei ser mais sucinto que nos primeiros posts... Você que nos acompanha talvez não tenha tempo para ler um tratado sobre namoro, então vamos tentar resumir um pouco as coisas...

      O primeiro ponto com relação ao que a Bíblia fala sobre namoro é que ela não fala sobre namoro. (Hããããã?) A Bíblia como você sabe foi escrita em um contexto oriental e neste contexto, não existe espaço para namoro. A conversa na Bíblia começa com o noivado. Tudo o que você conhece sobre namoro é uma invenção do Ocidente e bastante recente. A ideia de namoro tem relação com a venda de produtos para os apaixonados do mundo inteiro nos diferentes dias dos namorados que existem em nosso mundo.
      Neste sentido, você pode me perguntar: então Eduardo, o que você está enrolando para dizer é que o namoro não é de Deus e então eu não devo namorar com ninguém? Eu responderia a você que não. Você pode namorar sim, desde que tenha o propósito correto naquilo que vocês estiverem fazendo. E a segunda pergunta de alguém apaixonado seria: Tudo bem então Eduardo, mas o que seria este propósito correto para o namoro?

     Esta resposta pode não ser aquele que os "pombinhos gospel" queiram ouvir, mas mesmo assim precisamos falar. Para sermos mais didáticos, vamos enumerar algumas características  que mostram que o seu namoro está no caminho certo.

1) Qualquer namoro que não tenha o altar como propósito é mundano. Se o casamento não for o objetivo definido da união de um casal em qualquer nível, ele na verdade não tem propósito. Sem propósito, um namoro desses é uma bomba relógio prestes a explodir a qualquer momento.

2) Qualquer namoro onde meu objetivo seja ser feliz, estarei fadado ao fracasso. O verdadeiro amor não é egoísta, mas vai de encontro com as necessidades do objeto de meu amor. Quando buscamos nossa felicidade no outro, fatalmente vou sufocá-lo ou sufocá-la com minhas necessidades egoístas. Recebemos e-mail de nosso perguntando a respeito destas questões. Sobre o pedido de namorados por "provas de amor" para suas namoradas onde querem sexo antes do casamento. Querida leitora que está acompanhando este post por favor leia com mais atenção ainda a próxima frase:

QUALQUER HOMEM OU MULHER QUE PEDIR SEXO COMO PROVA DE AMOR DURANTE O NAMORO, NÃO MERECE O TEMPO QUE VOCÊ ESTÁ GASTANDO COM ELE/ELA. ISSO É EGOÍSTA E MOSTRA QUE NO FUTURO, CASO SE CASEM UM DIA, ELE/ELA CONTINUARÁ BUSCANDO APENAS OS SEUS INTERESSES PESSOAIS E VOCÊ SERÁ UMA ESPOSA/ESPOSO FRUSTRADA(O).

Não é porque alguém está na igreja que deve receber confiança cega, segundo a Palavra de Deus:

"Cuidado com os falsos profetas. Eles vêm a vocês vestidos de peles de ovelhas, mas por dentro são lobos devoradores. Mateus 7:15

3) Qualquer relacionamento que tire você da Presença de Deus ou que você precise negociar ir para a igreja ou ficar com seu "amor" não deve continuar. Ou vocês amam as mesmas coisas ou vocês terão problemas mais tarde. Aproveite o tempo de namoro para conhecer quais são os gostos e paixões de seu namorado e veja se são compatíveis. Se seu sonho é ser um missionário na África e o de seu namorado é ser multi milionário, vocês terão problemas no futuro.

4) Analise o comportamento de seu futuro esposo ou esposa enquanto ele mora com seus pais. Se for um bagunceiro ou bagunceira de marca maior, ele ou ela não vão mudar depois do casamento, isso vai apenas piorar. Se não ajuda em casa nas pequenas coisas, você vai fazer tudo sozinho depois que casarem. Cada um traz uma cultura de suas vidas de solteiro para dentro do casamento. Então se você observa alguma coisa que não gosta ou acha que terão problemas é bom gastarem o tempo de namoro para conversar sobre o futuro ao invés de apenas ficarem nos beijos e abraços. Conhecemos muitos casais que esperaram o casamento para falar do que não gostavam um do outro e isso complicou muito as coisas para eles. É claro que precisamos procurar aceitar o outro como ele é e amá-lo desta forma. O que estamos falando aqui são de pequenos hábitos que podem ser mudados sem que a identidade de cada um se perca. Por exemplo, quem faz o almoço no domingo espera que o outro lave a louça como uma equipe certo? Em muitos casos é errado. O filho sempre recebeu tudo de mão beijada e quer que o esposo ou a esposa continue fazendo isso e é claro que não vai acontecer, antes haverão brigas e discussões sobre como você foi mal criado por sua família. Isso vai gerar desgaste com as famílias e mais problemas virão.

5) O casamento não é uma continuação da sua vida de solteiro! Seu esposo não é o seu pai e sua esposa não é sua mãe! Muitos hoje estranham que depois do casamento a esposa não leva comida no quarto enquanto ele joga video game, ou ela estranha quando ele reclama que ela quer fazer um intercâmbio de 6 meses na Índia sozinha para melhorar suas oportunidades de trabalho no futuro. Vamos falar sobre isso semana que vem, mas o casamento significa a morte do eu. Então não posso fazer nada sozinho por conta própria, tudo deve ser discutido e aceito pelos dois. Vemos muitos casamentos onde cada um faz o que bem entende então estes casamento estão fadados ao fracasso mais cedo ou mais tarde.

Poderíamos falar muito mais, mas vamos deixar vocês com estas questões. E algo que poderia estar em sua mente se você foi corajoso ou corajosa para chegar ao final do texto:

"- Nossa, mas o Eduardo hoje pegou pesado... ele não falou nada sobre a parte boa do namoro, que é ... (complete com aquilo que você acha que é bom no namoro)"

     Eu posso falar do que a Bíblia fala que é bom, e no caso do namoro ele não existe. Quanto casais vivem como casados enquanto namoram? Dormem nas casas dos pais como se fossem casados, mantém relações sexuais com o consentimento dos pais porque chegamos ao ponto de pensar: " - Ah, é melhor que façam dentro de casa do que na rua". Temos um problema cultural muito grande na Igreja do Senhor em nossos dias. Aquilo que era abominável a tempos atrás é perfeitamente aceito hoje porque "todo mundo faz"... Me despeço nesta manhã de outono perguntando:

Não é porque todo mundo está indo para o inferno que eu preciso ir também,

"Entrem pela porta estreita, pois larga é a porta e amplo o caminho que leva à perdição, e são muitos os que entram por ela. Como é estreita a porta, e apertado o caminho que leva à vida! São poucos os que a encontram". Mateus 7:13-14

Melhor chegar no Céu solteiro do ir para o Inferno acompanhado.

Grande abraço a todos e espero na semana que vem pegar mais leve quando chegarmos no noivado!

Acompanhe a série relacionamentos sem neurose:

Parte 1: Introdução


Pastor Eduardo Medeiros

0 comentários:

Postar um comentário

O que você achou disso?

Tecnologia do Blogger.