sexta-feira, 20 de março de 2015

Papo 100 Censura #29 - Relacionamentos sem neurose parte 1: Introdução


     Bom dia queridos amigos do blog O Jovem e o mundo! Hoje gostaria de conversar com você sobre uma prática cada vez menos incentivada em nossa sociedade pós-moderna: o casamento.

     Temos dois extremos que são igualmente nocivos para nossos jovens casais nestes dias. Por um lado, vivemos em um mundo onde não existe mais a necessidade de oficializar a união, de ter um tempo de preparação para a vida de casados através do compromisso do noivado. O discurso que ouvimos é que não é necessário se casar, mas apenas "juntar os trapos". Assim ao juntarem suas escovas de dentes (este parece ser o símbolo de juntar os trapos na net) estarão experimentando todos os benefícios do casamento, sem os gastos que uma cerimônia oficial requer. Além do mais, caso este test drive matrimonial não dê certo como o esperado, cada um desfaz os trapos e volta para o lugar de onde veio, sem divórcio, sem álbum de casamento, sem aliança, sem papelada... muito mais fácil não é?


     Do outro extremo temos aqueles que desejam se casar mais que tudo nesta vida. Porém o objetivo maior deste desejo é impressionar os outros com o tamanho da festa que darão e de todos os detalhes que desejam experimentar neste dia tão especial. Poderíamos dizer quase sem medo de errar que temos uma categoria hoje em voga de uma espécie de "Casamento Ostentação" onde o objetivo a muito tempo já não é mais a união do casal, mas sim superar o casamento daquela amiga, ou daquele parente que se casou antes. A foto abaixo são das lembranças de um casamento que ofereceu a seus convidados Iphones banhados a ouro com a data e o nome dos noivos gravados no pequeno presente.


     A primeira coisa que você pode me perguntar é: - Ah mas Eduardo, se a pessoa tem dinheiro, porque você fica se incomodando com isso? Deixa o povo ser feliz, seu chato e com certeza pobre!!!
     Eu concordo  com o que você diz se não existisse algo oculto nesta prática. Em primeiro lugar, a maioria das pessoas não são jogadores de futebol, políticos, sheiks do petróleo, membros da realeza européia ou mega empresários de conglomerados ou ainda um milionário da computação. A grande maioria de nós são pessoas comuns que lutam para ter uma vida melhor no futuro. Nossa experiência como líderes do Curso para Noivos ONE nos mostrou muitos casais que começaram a vida juntos com dívidas tremendas por causa do casamento de príncipes que eles queriam. Se somar a dívida com a tensão natural da mudança de uma vida de solteiro para uma vida de casados, muitos não suportam e se separam em pouco tempo. A meia noite o relógio bate e o conto de fadas vira vida comum... Se o relacionamento estiver baseado em um evento de poucas horas, ele não resistirá as tribulações do dia a dia. O único elemento que sustenta um relacionamento é o amor, porque a Palavra de Deus nos fala:

O amor é sofredor, é benigno; o amor não é invejoso; o amor não trata com leviandade, não se ensoberbece. Não se porta com indecência, não busca os seus interesses, não se irrita, não suspeita mal; Não folga com a injustiça, mas folga com a verdade; Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta. 1 Coríntios 13:4-7

     Dessa forma, decidimos falar sobre relacionamentos nas próximas semanas, do namoro, ao noivado até chegarmos ao casamento, vamos falar um pouco a respeito do que a Bíblia nos diz sobre relacionamentos, sexo antes do casamento, amigos, finanças, planejamento, tudo o que você deseja saber mas até agora não teve pra quem perguntar! Esta série será colaborativa, por isso contamos com a sua participação mandando suas sugestões para temas. Espero que seja bastante útil para tantos casais cristãos que querem começar o casamento certo. Como diz um grande pastor amigo nosso: Deus está nesse negócio! Espero por você aqui no nosso Papo 100 Censura!

Grande abraço a todos e até sexta que vem!

Pastor Eduardo Medeiros


Acompanhe a Série Relacionamentos Sem Neurose:

Parte 2: Namoro

0 comentários:

Postar um comentário

O que você achou disso?

Tecnologia do Blogger.