quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

A ESPOSA SURDA

Bom dia... Boa tarde... Boa noite, queridões!! Como estão? 
Um amigo me enviou um texto, cujo autor é desconhecido, e que vale uma boa reflexão. Então quero compartilhar com vocês, pois achei muito interessante.
Ah, antes de lermos o texto, quero lembrar que se você, leitor, está precisando conversar, precisando de oração, orientação, se você tem pedidos de oração, e etc... envie-nos um e-mail para ojovemeomundo@bol.com.br, ou, para facilitar a sua vida, aqui mesmo no blog, na página inicial, canto direito, temos um formulário para que você possa falar conosco. Basta colocar seu nome, e-mail, o assunto e na mensagem escreva o que necessita. Estamos aqui para servi-lo.
Bora ler o texto?

                                                                 A ESPOSA SURDA
- Qual o problema de sua esposa?
- Surdez. Não ouve quase nada.
- Então o senhor vai fazer o seguinte: antes de trazê-la, faça um teste para facilitar o diagnóstico. Sem ela olhar, o senhor, a certa distância, fala em tom normal, até que perceba a que distância ela consegue ouvi-lo. E quando vier - diz o médico - dirá a que distância o senhor estava quando ela o ouviu. Está certo?
- Certo, combinado então.
À noite, quando a mulher preparava o jantar, o marido decidiu fazer o teste.
Mediu a distância que estava em relação à mulher. E pensou: "Estou a 15 metros de distância. Vai ser agora".
- Maria, o que temos para jantar? - não ouviu nada. Então aproximou-se a 10 metros.
- Maria, o que temos para jantar? - nada ainda. Então, aproximou-se mais 5 metros.
- Maria, o que temos para jantar? - Silêncio ainda.
Por fim, encosta-se às costas da mulher e volta a perguntar:
- Maria! O que temos para jantar?
- Frango, meu bem... É a quarta vez que te respondo!
Autor desconhecido 

Vejam! O braço do Senhor não está tão curto que não possa salvar, e o seu ouvido surdo que não possa ouvir.Mas as suas maldades separaram vocês do seu Deus; os seus pecados esconderam de vocês o rosto dele, e por isso ele não os ouvirá.
Isaías 59:1-2

Podemos então chamar a DISTÂNCIA de PECADO. Quanto mais você viver em uma vida de pecado contínuo, menos ouvirá a voz do seu Pai. Diminua essa distância, ou melhor, acabe com ela! Deus nos criou para se relacionar conosco, e relacionamento produz intimidade.
Intimidade e distância não são duas coisas que casam bem. Reflita.

Deus os abençoe sem limites.

Fernanda Ventura
https://www.facebook.com/venturafer

0 comentários:

Postar um comentário

O que você achou disso?

Tecnologia do Blogger.