quinta-feira, 9 de outubro de 2014

MOISÉS E O ESPINHEIRO ARDENTE

“Quando o Senhor Deus viu que Moisés estava chegando mais perto para ver melhor; ele o chamou do meio do espinheiro e disse: - Moisés! Moisés! - Estou aqui – respondeu Moisés. Deus disse: - Pare ai e tire as sandálias, pois o lugar onde você está é um lugar sagrado. E Deus continuou: Eu sou o Deus dos seus antepassados, o Deus de Abraão, o Deus de Isaque e o Deus de Jacó. Ai Moisés cobriu o rosto porque ficou com medo de olhar para Deus”. Êxodo 3: 4-6


E ai pessoal! Tudo bem com vocês? Essa semana Deus falou tanto comigo sobre Moisés que resolvi compartilhar com vocês, o que Deus colocou em meu coração referente a essa linda história de mudança de vida.

Moisés era israelita, porém foi criado e educado longe de seu povo, contudo Moisés foi escolhido como libertador de Israel. “Quando ele já estava grande, ela o levou à filha do rei, que o adotou como filho. Ela pôs nele o nome de Moisés e disse: - Eu o tirei da água”. (Êxodo 2: 10).

Sem nação e lugar para viver, após ter assassinado um egípcio, foi acolhido por Jetro seu sogro. “Depois Jetro convidou Moisés para ficar morando ali, e ele aceitou. Então Jetro deu-lhe sua filha Zípora em casamento”. Mas um dia sua vida mudou, Deus revelou-se a ele e disse que ele iria libertar Israel e torna-la livre da escravidão do Egito. “Agora venha, e eu o enviarei ao rei do Egito para que você tire de lá o meu povo, os Israelitas”. (Êxodo 3: 10)

De assassino foragido, Moisés tornou-se libertador.

Ao ouvir a voz de Deus, Moisés escondeu seu rosto, ele tinha feito tudo errado, mas seus erros não o separaram do amor de Deus e nem mesmo do propósito que Ele tinha para sua vida, certamente nada pode nos separar do amor de Deus, por mais falhos que venhamos a ser ele jamais deixa de nos amar, apesar de distantes dele seu amor não diminui. Nada afastou Moisés do encontro que ele tinha com Deus, nem ele mesmo.

“Pois eu tenho certeza de que nada pode nos separar do amor de Deus: nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem outras autoridades e poderes celestiais, nem o presente, nem o futuro; nem o mundo lá de cima, nem o munda lá de baixo. Em todo o universo não há nada que possa nos separar do amor de Deus, que é nosso por meio de Cristo Jesus, o nosso Senhor”. (Romanos 8: 38-39)

Por mais erros que venhamos a cometer o Senhor nos trás de volta, para continuar a boa obra que ele separou para nós, ele nos corrige, e nos atrai para junto Dele. “Toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção e para a instrução na justiça, para que o homem de Deus seja apto e plenamente preparado para toda boa obra”. (2 Timóteo 3: 16-17)

Mas antes de ouvir a voz de Deus, Moisés precisou ser servo, tirando as suas sandálias. O que podemos aprender com essa passagem é que antes de qualquer ação que venhamos a fazer dentro do reino de Deu é necessário tirarmos nossas sandálias, ou seja, reconhecer que somos dependentes Dele, e que ele é soberano, assumir a posição de servos, para que então Ele possa agir. “Vivam como pessoas livres. Não usem a liberdade para encobrir o mal, mas vivam como escravos de Deus”. (1 Pedro 2: 16)

Moisés teve um encontro com Deus, imagino que diante de sua grandeza Moisés sentiu-se tão pequeno que a palavra nos diz que ele escondeu seu rosto de medo. Nós somos tão pequenos diante de sua grandeza, nós nem conseguimos calcular qual o tamanho de sua glória. Viver uma vida sem contato com o seu amor é uma atitude tola.

Encontrar a Deus trás mudança de vida. O Moisés que subiu o monte com as ovelhas de seu sogro certamente não é o mesmo Moisés que desceu o monte após deparar-se com o espinheiro ardente. O Moisés que subiu o monte não tinha mais perspectivas, encontrava-se sem rumo, conformado com sua vida, foragido e desacreditado. Mas o Moisés que desceu o monte saiu de lá totalmente diferente, ele saiu com uma missão, com um novo sentido, uma nova perspectiva.

É esse encontro com Deus que devemos almejar um encontro que venha mudar a nossa história que venha marcar nossas vidas. Ali Moisés enterrou seus erros, tornou-se um novo homem, dali em diante seus dias não foram mais os mesmos. Esse é o processo pelo qual todos nós devemos passar e Deus sempre estará pronto para falar conosco durante esse processo de transformação, mostrando através de seu amor que seus propósitos para nossas vidas já estão projetados, só é preciso tirar as sandálias.

Servir é amar, é expressar amor. Moisés escolheu servir e amar, dali em diante sua vida jamais foi à mesma, ele passou então a viver na dependência de Deus. “Deus respondeu: Eu estarei com você. Quando você tirar o meu povo vocês vão me adorar neste monte, e isso será uma prova de que eu o enviei”. (Êxodo 3: 12).

“Confie no Senhor de todo o coração e não se apoie na sua própria inteligência. Lembre-se de Deus em tudo o que fizer, e ele lhe mostrará o caminho certo” (Provérbio 3: 5-6)

Moisés teve de fato um encontro com Deus, mas isso não o isentou de sentir medo, além de sentir medo Moisés sentiu-se incapaz de cumprir com a missão que Deus tinha designado para ele. “Moisés perguntou a Deus: Quem sou eu para ir falar com o rei do Egito e tirar daquela terra o povo de Israel?”.(Êxodo 3: 11). Você pode ter tido um encontro com Deus assim como Moisés, e contudo mesmo tendo experimentado esse encontro, ainda assim pode estar sentindo medo e incapacidade, mas o fator determinante é a atitude que você irá tomar diante de seus sentimentos, isso irá definir o impacto que um encontro com Deus surtiu em sua vida.

Encerro esse Post com uma pequena oração que todos nós devemos fazer todos os dias de nossas vidas ansiando pela sua presença e por encontra-lo todos os dias:

Senhor eu quero me encontrar contigo, e viver no infinito do seu amor, talvez eu não compreenda o tamanho do seu amor, mas eu quero sentir e retribuir esse amor: entregando-te o meu coração.

Um Abraço a todos!
Aline de Almeida Santos.

0 comentários:

Postar um comentário

O que você achou disso?

Tecnologia do Blogger.