quinta-feira, 2 de outubro de 2014

Mais do que apenas as mãos



Paz, pessoal! Tudo bem com vocês? Espero que esse mês seja incrível para vocês! Quero compartilhar um texto do livro Presente Diário. Acompanhem. 

"Venha para Jesus e ele acabará com todos os seus problemas! Você terá sucesso profissional e prosperidade financeira!" Esta tem sido a mensagem religiosa que muitos procuram. Esperam que Deus os ajude quando precisarem e não houver mais outro jeito, que cure todas todas as doenças e não permita apertos financeiros. Querem determinar o quê, onde e quando o Senhor deve fazer algo. Dessa forma, ele se tornaria uma máquina de atender os desejos e vontades humanas. Quem age dessa forma quer se fazer deus acima de Deus.

A proposta que Deus tem para nossa vida é muito mais elevada. Em primeiro lugar, ele não quer ser um "amuleto", mas deseja ter um relacionamento pessoal conosco, como verdadeiros amigos e companheiros. Muitas vezes Deus não atende nossos desejos egoístas para que ele possa nos ensinar que a vida é muito mais do que o "eu quero, eu desejo". Nossa existência tem um propósito: fomos criados para glorificar o seu nome e não para ajuntar tesouros aqui na terra, mas no céu, onde nada pode fazer com que se deteriorem (Mt 5.19-21). Para que isso aconteça, nossa mente deve estar focada em agradar a Deus e não a nós mesmos. 

No texto de hoje (Joel 2.1;11-17) vemos que os israelitas estavam expressando uma religião vazia, mas Deus queria que eles quebrantassem seu coração. Isso significa demonstrar um arrependimento sincero, reconhecendo que somos totalmente dependentes Dele e que sem sua ajuda não fazemos nada. Na presença de Deus deveríamos nos envergonhar de nosso egoísmo.  Nossa condição diante Dele é de pessoas que o desagradam constantemente e precisam imensamente de Sua Graça, perdão e misericórdia. Longe de mandarmos em Deus ou reclamarmos "nossos direitos", que possamos reconhecer nossa dependência dele e adorá-lo sinceramente. 

Ingelid Gundt. Presente Diário

"Se hoje vocês ouvirem a sua voz, não endureçam o coração.  (Hb 4.7b)



0 comentários:

Postar um comentário

O que você achou disso?

Tecnologia do Blogger.