sexta-feira, 29 de agosto de 2014

Papo 100 Censura #12 - Ciúme, uma prova de amor?


Bom dia a você caríssimo e caríssima amiga que acompanha nossa coluna #Papo100Censura aqui no blog. Espero que esta seja a melhor sexta-feira do resto de sua vida na paz de nosso Senhor! Nosso assunto de hoje é o sentimento com maior número de justificativas para sua existência: o ciúme. Em uma busca rápida pela internet, encontrei as seguintes frases a respeito:

" De todas as enfermidades que acometem o espírito, o ciúme é aquela a qual tudo serve de alimento e nada serve de remédio" (Michel de Montaigne)
" O ciúme é indício de baixeza moral. Aquele que desconfia merece que ninguém lhe dê confiança, pois o homem avalia o proceder alheio pelo seu" (Demófilo)
"O ciúme, o receio de deixar, o medo de ser deixado são as dores inseparáveis do declínio do amor" (François de La Rochefoucauld)
"O ciúme é o pior dos monstros criados pela imaginação" (Calderon de la Barca)

Normalmente o que encontramos são aquelas frases: Quem ama cuida... Tenho ciúme de tudo o que é meu... etc, etc.

Mas, falando 100 censura o que é o ciúme? O ciúme nasce da insegurança de uma pessoa em relação à outra, tendo diferentes níveis de profundidade, sendo o último estágio o chamado ciúme patológico que pode levar a crimes e loucuras inimagináveis (pra comprovar como isso acontece, então veja os nomes dos programas do canal Investigação Discovery nas sextas passionais!!!). A maioria de nós (Ainda bem) não vai passar por este estágio, mas mesmo os estágios leves de ciúme, levam a muito sofrimento por parte do casal.

Segundo a Palavra de Deus,

Maridos, amem suas mulheres e não as tratem com amargura. Colossenses 3:19 

Maridos, amem suas mulheres, assim como Cristo amou a igreja e entregou-se a si mesmo por ela Efésios 5:25
 
Da mesma forma, os maridos devem amar as suas mulheres como a seus próprios corpos. Quem ama sua mulher, ama a si mesmo. Efésios 5:28

     Paulo nos escreve uma frase que é fundamental para nosso papo de hoje: Quem ama sua mulher, ama a si mesmo. Gosto muito de fazer um exercício de inverter as sentenças bíblicas, para ver outro sentido para o mesmo princípio. Por exemplo, nesta frase que destacamos no texto de Efésios seria assim: Quem não ama sua mulher, não ama a si mesmo. Podemos dizer que ciúme é um sinônimo de amor? A Bíblia nos diz em 1 Jo 4:18. No amor não há medo; pelo contrário o perfeito amor expulsa o medo, porque o medo supõe castigo. Aquele que tem medo não está aperfeiçoado no amor.

     Se o ciúme é o medo de que a pessoa que está conosco, nos deixe por causa do envolvimento com outra pessoa, então na verdade e de acordo com o texto de João, não amamos de verdade... Nossa Eduardo, você não está pegando muito pesado? Não, meus caros... O ciúme está baseado na falta de amor próprio e muitas vezes, na baixa autoestima. Como não consegue se amar, a pessoa não consegue acreditar que a pessoa que está ao seu lado, seja no namoro, no noivado ou no casamento, que ela será fiel e por isso, passa o tempo todo desconfiando. Qualquer relacionamento precisa estar baseado em confiança, ou então será destruído. Gosto muito de uma definição de casamento que usamos durante os anos em que ministramos Curso para Noivos que é a seguinte: 

              Casar é saltar de Bungee jump sem saber o cumprimento do elástico.

Como saber se a paixão do namoro continuará eternamente depois do casamento?
Como ter certeza que seu noivo ou noiva continuará te amando depois de 30 anos de casamento? 
Como ter absoluta certeza de que a pessoa que você escolheu para namorar e casar é a pessoa certa para você? 

A resposta para estas e para inúmeras outras perguntas sobre o futuro do seu namoro, noivado ou casamento é uma só: Não é possível controlar os sentimentos de outra pessoa ao longo do tempo... É impossível ter certeza de que continuarão casados até que a morte os separe, mas é possível fazer o melhor ao seu alcance para que este objetivo se cumpra em sua vida. Como? Você pode me perguntar, e é claro que eu respondo!

Em primeiro lugar, abra a mão do ciúme. Pense comigo: Se a pessoa que está com você não te dá nenhum motivo para desconfiar ou duvidar de sua palavra, então o problema é você... Se a pessoa que está com você dá motivos para você desconfiar dela, então o problema também é você que está com a pessoa errada, pois merece alguém melhor e perde tempo com "tralhas". De um lado ou de outro o culpado é você! Desta forma você dará um salto enorme em direção a um relacionamento saudável.

Em segundo lugar, busque casais maduros que possam auxiliar você no processo de adaptação, mas este é um assunto para outra coluna... hoje, ficaremos com o ciúme e os problemas que este sentimento causa... Sem confiança, que é o contrário de ciúme, você destrói qualquer possibilidade de ser feliz pois os pensamentos destruirão sua mente e você acabará paranoico ou paranoica. Se a pessoa não merece confiança, pois constantemente dá mostras de que esta aprontando, então termine o relacionamento... se ela não tem este perfil e é uma pessoa decente que ama você com sinceridade, então deixe de lado o controle e confie... se a vida trouxe circunstâncias ruins que o levaram a desconfiar e se ferir com pessoas, peça para o Senhor trazer a cura para que você se permita confiar... Nossa vida é muito curta para perdermos tempo com o que nossa cara metade está fazendo... Simples assim!

Cuide muito com isso durante a fase de namoro ou noivado, porque após o casamento, não tem mais volta...Casamento é uma aliança e não um contrato que pode ser rompido a qualquer momento... a união de duas almas perante Deus tem um poder gigantesco para trazer felicidade ao casal, já o contrário disto, qualquer rompimento de casamento causa um trauma tremendo que nunca foi o objetivo do casal quando se conheceram. Ou você conhece alguém que te diz:  

- Nós estamos juntos agora e vamos casar em novembro... nosso plano é nos separarmos daqui a três anos...

     Se o ciúme for um problema dentro do casamento, o procedimento deve ser a luta do casal para a restauração e cura dos sofrimentos de ambos. Mas isto também é assunto para outra coluna... 

Não se esqueça que o modelo bíblico de relacionamento para o casal é Cristo e a igreja. Cristo confiou na igreja e se entregou por ela antes mesmo de receber algo em troca... Afinal, você aceitou a Ele como Senhor e Salvador quase 2000 anos depois de Seu sacrifício. Relacionamento é sacrifício, abrir mão e confiar no outro sua própria vida... 

Para terminar pense se você poderia colocar uma venda nos olhos e caminhar por um ambiente cheio de armadilhas e seu namorado ou namorada te guiasse até o outro lado. Você confiaria nele ou nela? Ou quem sabe pelas suas atitudes, ele ou ela preferissem deixar você para trás?

Se você imaginou a cena e previu um resultado negativo, convido vossa senhoria a refletir sobre seu relacionamento...deixe o ciúme do lado de fora de sua vida e esqueça a frase de que quem ama cuida... a frase verdadeira é quem ama confia! Faça isso, e seja feliz!

Pastor Eduardo Medeiros
 

1 comentários:

Nara Lucia disse...

Muito sábias suas palavras Eduardo Medeiros.
Não sofro "desse mal", mas é muito importante lembrar, qual a forma de amor devemos viver,
lembrar qual é o padrão de relacionamento que a Bíblia nos ensina a viver.
Amor, confiança, dedicação, cuidado, entrega.

Postar um comentário

O que você achou disso?

Tecnologia do Blogger.