terça-feira, 3 de junho de 2014

#RESET - #5 ESTOU SALVO E MEUS AMIGOS ?


Galera, bom dia, boa tarde, boa noite! A paz do Senhor

Para muitos de nós explicar para quem não é convertido o porquê vamos a igreja, ou o porquê nos tornamos “crentes” tem sido um desafio enorme.

O fato de mudarmos nossos hábitos acaba criando um abismo entre as antigas amizades e o nosso novo “eu”; o problema é que nossos amigos precisam ser alcançados por esta graça sem que para isso voltemos a nos contaminar com o que um dia nos aprisionou. Este conflito gera um afastamento natural, que acaba nos impedindo de transmitir o amor de Deus onde ele é mais necessário.

A mudança de hábitos nos faz entrar em um estágio de transição onde a cautela e o direcionamento de Deus é vital para que possamos abandonar as antigas praticas mas não os antigos amigos. O primeiro afastamento é necessário, porém a perda dos vínculos faz com que não tenhamos mais o acesso que tínhamos a outrora para transmitir o amor e a graça que vem do céu.

Muito se tem visto onde pessoas se convertem e abandonam as antigas práticas e as antigas amizades. Essas vidas que acompanhavam você nas práticas ruins devem ser alcançadas assim como você foi alcançado. Afinal irão para o inferno se você não fizer nada!

As práticas religiosas dentro das igrejas os escândalos e tudo o que se é visto em muitos programas de televisão afastam os amigos não convertidos dentro das igrejas, o que acaba dificultando ainda mais o entendimento que, o fato de irmos a igreja não nos aprisiona, nem que estamos lá para dar dinheiro ao pastor ou para passar nossos finais de semana fazendo coisas “chatas”.

Precisamos cada vez mais mostrar que não estamos aprisionados dentro de um livro de regras, e que a escolha de não fazer alguma coisa é nossa e não apenas uma proibição de algo que ainda queremos praticar; mostrar que o ministério que exercemos é um presente que Deus nos deu e que é muito gratificante exerce-lo. Transmitir sempre que a liberdade de viver em Cristo nos faz mais feliz do que a falsa liberdade que nos aprisionava anteriormente.

Muito se diz mas pouco se vive da liberdade que recebemos da graça que vem do céu, e isso interfere e muito na salvação daqueles amigos próximos que tem uma lista gigante de coisas contra a “igreja”.
O “Q” da questão está em uma série de atitudes que tomamos depois de um certo tempo de convertido.
O pensamento de salvar nossos amigos já passou; e a partir de então sua fala de crente é “A salvação é individual”

A vontade de estar com seus irmãos, congregar e estar na casa do Pai já não é algo tão bom, então a sua fala de crente é “TENHO que ir a igreja”

Você acaba se sentindo tão de Deus que vira um comentarista das pregações louvores durante o culto, então a sua fala de crente é “Nossa culto morno hoje”

Quando você perde o amor pelas vidas, e não tem mais a alegria de estar na casa do Pai e começa a escolher lugares, datas e pessoas para escutar Deus falar com você; seus amigos e familiares verão em você apenas mais um religioso como todos os outros que veem na TV, correndo atrás de bênçãos, revelação, ou apenas esperando Jesus voltar. 

Seja um diferencial para que elas possam ver a luz de Cristo em você.

A vida de muitos dependem de como você anda vivendo a sua !

De um #Reset no seu evangelho e volte a buscar a salvação dos seus chegados ! 


Halan Amorim 

0 comentários:

Postar um comentário

O que você achou disso?

Tecnologia do Blogger.