quinta-feira, 6 de setembro de 2012

A Escolha do Casamento


Hoje em dia é cada vez mais comum vermos famílias completamente desestruturadas, casamentos infelizes, corrompidos e destruídos pela mentira, adultério, falta de respeito, falta de carinho e amor, falta de paciência dentre tantas outras coisas.
Observando a internet, conversas nas ruas e conversas de trabalho é possível perceber o quanto as pessoas não levam mais o casamento a sério, veem como uma invenção humana que pode ser definida, modificada e destruída conforme os seus caprichos egoístas. É comum ouvirmos: ” Estou casando, mas se não der certo separa” ou então ” Vai casar pra que? Ficar amarrado, ter que dar satisfação…” ou ainda ” Brigamos muito mas isso que é o legal, sinal de que nos amamos, quando isso acabar vai perder a graça.” ;Isso quando não ouvimos as mulheres dizerem: “Os homens são todos safados, todos iguais.” ou ainda os homens falarem: ” As mulheres não valem nada, hoje em dia só querem saber de dinheiro.” O pior de tudo isso é que as pessoas compraram esses pensamentos para suas vidas, como se todos fossem verdade; O que a maioria das pessoas não percebe é que tudo isso é uma armadilha de inversão de valores que a sociedade enfrenta, nenhum desses pensamentos são verdadeiros.
Deus nos disse: ” Por isso, deixa o homem o pai e mãe e se une à sua mulher, tornando-se os dois uma só carne “(Gn. 2.24) E ” Portanto, o que Deus ajuntou não o separe o homem” (Mt. 19.6). Analisando a palavra de Deus percebemos que o ensinamento de Deus é que uma vez casado, para sempre casado. Deus não aprova o divórcio pois quando você decide se casar você faz uma escolha, que quando pautada na vontade de Deus não tem como dar errado.
Amar é uma escolha, quando você decide amar alguém e se casar com esse alguém, essa decisão deve ser refeita e reafirmada diariamente , pois o amor é o maior dos mandamentos e também o maior dos sentimentos, com ele se alcança a paciência, o carinho, o respeito, o companheirismo e todas as outras coisas que tornam um casamento duradouro, onde o casal participa junto de sonhos, conquistas, sofrimentos, alegrias, vigor da juventude e a fragilidade da terceira idade e ainda dividem “uma relação sexual especial que nunca deve ser compartilhada, nem deixada de lado para que um dos cônjuges não venha cair em tentação para o adultério pela incontinência” ( I Co 7 3-5)
Li esses dias uma frase sobre casamento que me chamou atenção:
“O casamento é como uma longa viagem em um pequeno barco a remo: se um dos passageiros começa a balançar o barco, o outro terá que estabilizá-lo; caso contrário os dois afundarão juntos.” ( Dr. David Reuben)
E eu ainda acredito que há um terceiro “passageiro” nesse barco, que deve ser o mais importante e estar no centro do barco, ou seja no centro do  casamento para dar o equilíbrio necessário; Esse passageiro é Deus, na verdade Ele não é um simples passageiro Ele é nosso guia, Ele preparou a benção do casamento para as nossas vidas e Ele quer que sejamos felizes, com base no amor e na segurança que devemos ter quando Ele se faz presente em nosso lar.
Então você tem mais uma escolha: Quer afundar junto com o barco?? Ou quer entregar seu casamento e sua vida nas mãos do Senhor, que é o único capaz de dar o equilíbrio necessário, a paz que necessita e a felicidade que busca??
Deus abençoe a todos! 
(Viviane da Silva Araújo Ferreira)

0 comentários:

Postar um comentário

O que você achou disso?

Tecnologia do Blogger.