segunda-feira, 31 de outubro de 2011

NÃO OLHE PARA A TEMPESTADE


Mateus 14:24 – “Entrementes, o barco já estava a muitos estádios da terra, açoitado pelas ondas; porque o vento era contrário.”
Os discípulos lutavam contra o forte vento. O barco em que se encontravam estava sendo açoitado pelas ondas. Quando enfrentamos uma grande tempestade no mar da vida, geralmente perdemos o controle da situação e não conseguimos conduzir o nosso barco na direção certa, pois tal circunstância se constitui uma força maior do que a nossa.
Muitas vezes somos obrigados a enfrentar tempestades devastadoras que provocam sentimentos de perda. Esses reveses com freqüência nos deixam desmotivados e feridos emocionalmente, físicamente e psicologicamente.
Se você estiver passando por tribulações, ore agora pedindo que Deus repreenda a fúria do vento, aumente a sua confiança nEle e conceda a você forças para superá-las. Use o seu potencial até o seu limite máximo, não desista de lutar, não seja tímido ou incrédulo, clame e obedeça a Jesus. Somente Ele pode conduzir-nos á vitória. As tempestades contribuem para o reconhecermos os nossos limites e relacionarmo-nos de modo mais profundo com Jesus, o que fortalecerá nossa fé.
Em geral, somente depois de atravessarmos uma tempestade nos tornamos capazes de ajudar os outros. Seja paciente; Cristo está com você no meio da tempestade e o conduzirá à vitória.
Amém Amados! Obreiro Rodrigo Corrêa

0 comentários:

Postar um comentário

O que você achou disso?

Tecnologia do Blogger.